Posts tagged ‘Cristo’

Os 100 acontecimentos mais importantes da história do cristianismo PARTE 8

Cipriano escreve Unidade da igreja

Que relação existe entre os membros da igreja e seus líderes? De que maneira a igreja pode disciplinar os membros? Essas são questões que a igreja deve abordar em qualquer época.

As respostas a essas perguntas foram proferidas por Cipriano, que possuíra muita riqueza e nascera pagão em uma família culta, por volta do ano 200. Quando se tornou cristão, renunciou ao seu estilo de vida, doou seus bens e o dinheiro aos pobres e assumiu o voto de castidade. Com relação à sua conversão, escreveu: “O segundo nascimento fez de mim um novo homem por meio do Espírito soprado do céu”.

Professor de retórica e orador famoso, o eloqüente e devoto Cipriano destacou-se entre os membros da igreja, tornando-se bispo de Cartago por volta do ano 248.

Embora tivesse conhecimento dos clássicos gregos e romanos, Cipriano não era teólogo. De modo diferente de Tertuliano, a quem admirava, Cipriano era um homem prático que se importava pouco com as disputas teológicas de seus dias. Ele simplesmente queria a unidade da igreja. Em uma igreja bem desunida, buscou unir os cristãos por meio da autoridade dos bispos.

O imperador romano Décio perseguira os cristãos, e alguns negaram sua fé. Décio não procurava fazer mártires, porque sabia que o martírio simplesmente chamava mais a atenção para o cristianismo. Em vez de matar os cristãos, os torturava, na esperança de que dissessem “César é Senhor”. Os que se rendiam e proferiam essa declaração passaram a ser conhecidos como lapsi.

Os cristãos que se mantinham firmes, denominados “confessores”, normalmente desaprovavam os lapsi. Desse modo, o concilio de bispos estabeleceu regras rígidas em relação à readmissão dos crentes proscritos na igreja. Diante dessa disciplina, um sacerdote chamado Novato deu início a uma igreja rival que oferecia admissão fácil aos lapsi.

Embora não tivesse sofrido por causa de sua fé, Cipriano não conseguia suportar a divisão. Acreditava que os cristãos dedicados deveriam passar pela penitência para provar sua fé. A penitência era composta de um período de tristeza verdadeira, depois do qual a pessoa poderia participar novamente da ceia do Senhor. Depois de o penitente ter “cumprido seu tempo”, ele comparecia diante da congregação vestido de saco e coberto de cinzas para que os bispos pronunciassem o perdão. Cipriano via isso como um sistema graduado: quanto mais grave fosse o pecado, mais penitência a pessoa precisava cumprir. Sua idéia tornou-se popular e passou a ser um dos mais poderosos — e, às vezes, mais abusivos — métodos de disciplina da igreja.

No ano 251, Cipriano convocou o Concilio de Cartago e leu Unidade da igreja, seu trabalho principal, que teve profunda influência sobre a história da igreja. A igreja, conforme argumentou, é uma instituição divina — a noiva de Cristo — e somente pode haver uma noiva. Somente na igreja as pessoas poderiam alcançar a salvação; fora dela, há somente escuridão e confusão. Fora da igreja, os sacramentos e os pastores — e até mesmo a Bíblia — não tinham importância. O indivíduo não poderia viver a vida cristã em contato direto com Deus; ele precisava da igreja. Uma vez que Cristo estabelecera a igreja sob autoridade de Pedro, a Pedra, Cipriano disse que todos os bispos eram, em certo sentido, sucessores de Pedro e, portanto, deveriam ser obedecidos. Embora não declarasse que o bispo de Roma estava acima dos outros, Cipriano via o episcopado como especial em razão da conexão de Pedro àquela cidade.

Afirmações de Cipriano como “Fora da igreja não há salvação” e “Ninguém pode ter Deus como Pai se não tiver a igreja como mãe” encorajavam as pessoas a dar aos bispos lugar de grande importância. O bispo era capaz de determinar quem podia fazer parte da igreja, o que, com efeito, é o mesmo que ter o poder de dizer: “Você está salvo; você não está salvo”. Em vez de confiar na obra do Espírito Santo por meio da igreja como um todo, Cipriano deixou implícito que o Espírito Santo trabalhava por meio dos bispos.

Os bispos, naturalmente, ganharam poder com a disseminação dessas idéias. Cipriano também promoveu a idéia de que a missa era o sacrifício do sangue e do corpo de Cristo. Uma vez que os sacerdotes agiam como representantes de Cristo, oferecendo novamente o sacrifício em todos os cultos de adoração, isso somente serviu para lhes aumentar o poder.

Cipriano morreu durante a perseguição do imperador Valeriano. Pelo fato de ter se recusado a oferecer sacrifícios aos deuses pagaos, o bispo de Cartago foi decapitado em 258.

A igreja da época de Cipriano, caracterizada pela desunião, apegou-se às suas idéias. O bispo não poderia ter previsto as conseqüências dos meios pelos quais procurou manter a igreja unida. Na Idade Média, alguns homens incrivelmente gananciosos e imorais exerceriam o ofício de bispo, usando-o em benefício próprio, em vez de cuidar dos assuntos espirituais. A estrutura hierárquica que criou a “união”, também provocou uma enorme divisão entre o clero e os leigos.

Anúncios

abril 19, 2010 at 5:55 pm Deixe um comentário

Onde vocês estão???

Cara, não ia escrever isso hoje mas me subiu o sangue que nem diz o outro.

Tava eu de bobeira aqui na frente do pc e resolvi ir nos sites e blog de determinados líderes nacionais de grande igrejas com o objetivo de ver qual foi a atitude deles em pedir auxílio para sua igreja por meio da internet em prol das vítimas do haiti e pasmem (ou não) de 7 sites visitados, em 7 deles não tinha NADA.

CARA me subiu o sangue ao ver isso. Putz véio, que amor é esse, amor só pelo próprio bolso, porque quando é pra fazer apelo pela internet pra comprar templo, avião, ser parceiro colaborador, dar oferta por bíblia é rapidinho, mas para ajudar ao próximo nem pensar né.

Nessas horas me dá nojo dessas atitudes.

Em jeremias 23:2 lemos: “Portanto, assim diz o SENHOR, o Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e delas não cuidastes; mas eu cuidarei em vos castigar a maldade das vossas ações, diz o SENHOR.”

“PASTORES” lembre do que Jesus disse, nós somos sal da terra e luz do mundo, de que adianta se o sal não der gosto e a luz não iluminar?

Brother e você que é pastor ou não, tome uma atitude, AJUDE (saiba como ajudar aqui).

E que o Deus de amor encha teu coração com o amor do Aba.

PS: A Hillsong Church já está fazendo sua parte

janeiro 15, 2010 at 5:22 pm Deixe um comentário

Diga ao mundo

Tchê sou um apaixonado pela juventude. Amo trabalhar com a juventude de igreja (embora esteja afastado dessa atividade agora). Já fui presidente de grupo de jovens (agora chama líder de rede, ehhe), mas eu era do tempo da mocidade ainda.

Quando eu assumi o Ministério de Jovens eu tinha uma mentalidade diferente da que tenho hoje, e creio que as atitudes e atividades que eu realizaria seriam diferentes.

Na época eu era mais voltado para a santidade dos jovens, (não que isso seja errado, é correto), mas acabamos esquecendo um pouco de sair das quatro paredes, de ter atitudes mais ativas na nossa cidade. É claro que através da vida correta de cada jovem que participava das reuniões recebemos pessoas e muitas aceitaram a Cristo, porém, acredito que poderíamos ter feito MAIS!!

Assistindo a um vídeo que irei postar mais abaixo, comecei a pensar sobre o que eu já fiz, e o que eu tenho feito. Percebi que a algum tempo já tenho estado acomodado a blogosfera e a vida digital e evangelizado só através da web, e não tenho feito a diferença aqui na minha cidade. Percebi que a muito tempo me voltei a ser um “Apologeta” que vive procurando as heresias cometidas nos púlpitos e nesse tempo só fiz isso…

Que triste vida a minha. Que triste ministério o meu. Que triste cristão sou eu (isso se posso ser chamado de cristão).

Nessa época do ano muitas igrejas fazem o famoso “Projeto de Vida dois mil e alguma coisa”, e lá os membros, discípulos, ovelhas, ou a forma como sua denominação chama as pessoas que vão a Igreja e seguem a Cristo, enchem envelopes com ofertas e papéis com pedidos para o ano seguinte. Não diferente dos demais tenho também os meus pedidos, os quais prefiro chamar de METAS para 2010. Porém talvez diferente de alguns não pretendo começar a correr atrás delas somente em 2010, mas sim desde agora.

Vou correr atrás de conquistar pessoas, de pregar o Amor de Cristo a outros. Dizer ao mundo que Ele morreu por nós.

Querido, se você é da Cidade de Cruz Alta – Rio Grande do Sul, ou se você é da região, ou mesmo se você quer se juntar a mim nessa caminhada para dizer ao mundo que Cristo morreu por nós me mande um e-mail, entre em contato comigo e vamos juntar forças para levar o amor de Cristo aos que precisam.

Meu msn: paulo_daltrozo@hotmail.com

Meu e-mail: paulodaltrozo@yahoo.com.br

dezembro 27, 2009 at 5:22 pm Deixe um comentário

Batismo

Em Mateus 28:19  está escrito: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;“.

Todos nós cristãos já sentimos o desejo de no batizarmos nas águas, cerimônia essa em que se usa água e por meio da qual uma pessoa se torna membro de uma igreja cristã. O batismo é sinal de arrependimento e perdão (At 2.38) e união com Cristo (Gl 3.26-27), tanto em sua morte como em sua ressurreição (Rm 6.3-5).

E provavelmente muitos que tiveram o seu batismo em tanque batismal e não em rios, açudes, lagos ou mesmo no mar, talvez tiveram o desejo de fazer o que esse menino do vídeo abaixo fez. Confira!

dezembro 25, 2009 at 4:27 am Deixe um comentário

A verdade!

Como te apresentam a verdade?

O que as pessoas tem dito para você e você tem aceitado como verdade?

Assista esse vídeo e veja o que Deus pensa sobre você!!!

Deus te abençoe…

novembro 30, 2009 at 1:22 am Deixe um comentário

Foi lá na cruz

jesus_chorouMas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.

Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca.

Isaías 53:5-7

Durante os nossos dias quantas vezes paramos para refletir na obra da cruz?

Durante a correria do trabalho, estudos, igreja, família, quantas vezes lembramos do sacrifício de Jesus por nós?

A Palavra de Deus nos ensina que: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),“Gl 13:3

Porque esse evangelho não é mais pregado?

Quando foi que começou esse “evangelho” do meu reino, “evangelho” para o meu benefício?

Hoje por medo de se perder di$cípulos nas igrejas, membro$ nas congregações, não se prega mais sobre o que o que o povo deve ouvir e sim o que o povo quer ouvir…

Sempre o meu, o meu, o meu… e o próximo é esquecido, e Jesus é lembrado apenas como um chavão para conquista de alguma benção na famosa frase “…em nome de Jesus”.

A vontade de Deus na nossa vida muitas vezes é deixada de lado. O importante sou eu, eu ter o carro do ano, mostrar que sou abençoado, que uso roupas de grife, enquanto eu estou assim esqueço do meu irmão que está passando necessidade… Nesse “evangelho”, deus (e o minúsculo está de propósito, porque Deus não está nisso) está preocupado em me fazer viver muito bem, como um magnata, e me fazendo esquecer dos necessitados…

Pense bem querido, todo mundo gosta de $, mas lembremos das palavras do Apóstolo Paulo: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.I Co 1:11. Nosso Mestre não viveu como um magnata, Ele era sustentado por colaboradores com seu ministério, Ele não pensava Nele, Ele pensava no próximo, em trazer alívio ao próximo . Ele entendeu que morrer para Ele e viver para Deus traria vida. E você tem morrido para as suas vontades, para o seu desejo de ter carros, aviões, salários exorbitantes, roupas de marca?

Querido, para você gerar VIDA, você tem que MORRER para a sua vontade.

Que Deus console teu coração e te dê entendimento.

novembro 15, 2009 at 3:27 am 1 comentário

Nostalgia #3

radio2 Sintonizando na rádio Nostalgia encontrei a terceira música dessa série que estou fazendo aqui no blog…

Ao Único

Infelizmente não sei quem está cantando essa música na versão que está logo abaixo mas vale a pena para lembrarmos da simplicidade de adorar a algum tempo atrás.

As músicas eram mais simples e belas, os ministros não precisavam fazer apelos ao emocionalismo para as pessoas adorarem a Deus.

E essa música fala tudo. Tudo é por Ele e para Ele.

Fiquem então com a letra e logo abaixo a música…

Ao Único

Ao único que é digno de receber
A honra e a glória,
A força e o poder
Ao rei, eterno, imortal
Invisível, mas real
A Ele ministramos o louvor

Coroa mos a tí, ó Rei Jesus
Coroa mos a tí, ó Rei Jesus
Adoramos o teu nome
Nos rendemos a teus pés
Consagramos todo nosso ser a ti.
Consagramos todo nosso ser a ti

Se você curtiu, comente, se você tiver o link de outra música que eu ainda não postei, de a sua sugestão, quem sabe ela será a próxima…

Um abraço e que o amor do Pai preencha o teu coração

novembro 13, 2009 at 1:53 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Põe teu e-mail ai cara, vou te mandar um e-mail de volta e sempre que eu escrever algo novo se vai ficar sabendo primeiro que os outros... hehehe

Junte-se a 9 outros seguidores

Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Feeds

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Visitas

  • 123,541 Abençoados que visitaram o blog

Meus updates no twitter

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: