Bullying

novembro 22, 2010 at 3:09 pm Deixe um comentário

E ae galera, em Fevereiro de 2010 eu escrevi um post no blog sobre algo que denominei “Bullying Evangélido” se você não leu o post leia aqui.

Daí, minha sobrinha está fazendo parte de um projeto que a Brigada Militar está fazendo nas escolas sobre Bullying e fui dar uma procurada na internet pra ajudar ela.

Então eu li novamente o que tem sobre o assunto no Wikipédia e encontrei um vídeo do Rafinha Bastos no Youtube logo após o texto do Wikipédia que colei logo abaixo.

Bom, vale a pena tanto ler o texto como ver a “Campanha” do Rafinha.

No uso coloquial “acossamento”,ou entre falantes de língua inglesa, bullying é frequentemente usado para descrever uma forma de assédio interpretado por alguém que está, de alguma forma, em condições de exercer o seu poder sobre alguém ou sobre um grupo mais fraco. O cientista sueco – que trabalhou por muito tempo em Bergen (Noruega) – Dan Olweus define bullying em três termos essenciais:

  1. o comportamento é agressivo e negativo;
  2. o comportamento é executado repetidamente;
  3. o comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

O bullying divide-se em duas categorias:

  1. bullying direto;
  2. bullying indireto, também conhecido como agressão social

O bullying direto é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos. A agressão social ou bullying indireto é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. Este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem:

  • espalhar comentários;
  • recusa em se socializar com a vítima
  • intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima
  • criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc).

O bullying pode ocorrer em situações envolvendo a escola ou faculdade/universidade, o local de trabalho, os vizinhos e até mesmo países. Qualquer que seja a situação, a estrutura de poder é tipicamente evidente entre o agressor (bully) e a vítima. Para aqueles fora do relacionamento, parece que o poder do agressor depende somente da percepção da vítima, que parece estar a mais intimidada para oferecer alguma resistência. Todavia, a vítima geralmente tem motivos para temer o agressor, devido às ameaças ou concretizações de violência física/sexual, ou perda dos meios de subsistência.” FONTE: Wikipédia

 

 

Anúncios

Entry filed under: Comédia, Curti... Postei..., Dica, Saúde, vídeo. Tags: , , .

Gatos, eternamente não se importando com nada… Os 100 acontecimentos mais importantes da história do cristianismo Parte 15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Põe teu e-mail ai cara, vou te mandar um e-mail de volta e sempre que eu escrever algo novo se vai ficar sabendo primeiro que os outros... hehehe

Junte-se a 9 outros seguidores

Calendário

novembro 2010
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Feeds

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Visitas

  • 122,251 Abençoados que visitaram o blog

Meus updates no twitter

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: